Identidade de marca: por que minha empresa precisa de uma?

Tempo de leitura: 5 minutos

Muitos clientes chegam até nós com a seguinte pergunta – por que a minha marca não é lembrada? Talvez a resposta mais plausível seja que você não é diferente o suficiente para ser visto. Se você é igual todo mundo, dificilmente será notado dentro da vastidão de empresas presentes no mercado.

Uma marca deve ter personalidade própria, sendo única e traduzindo seus aspectos em mensagens claras que representem seu propósito para o público. Para possuir uma identidade forte, é fundamental que a sua promessa esteja alinhada com o que a sua empresa realmente oferece aos seus clientes, criando uma percepção de valor.

Uma identidade de marca deve expressar o que a sua empresa é e faz, sem deixar lacunas. Deve ser forte para comunicar-se com seu público e sólida para ser inabalável, exaltando os atributos da marca.

Do que uma identidade de marca é composta?

Quando falamos de identidade, estamos falando de um conjunto de elementos que dão sentido a comunicação da marca, construindo o seu posicionamento junto ao mercado em que atua. Uma identidade de marca é muito mais do que um logotipo aplicado em seu cartão de visitas ou uma assinatura de e-mail padronizada. Ela envolve pontos que vão do visual ao verbal, passando pela cultura e posicionamento da empresa. Ficou curioso? Então vamos ir um pouco mais a fundo para você entender do que uma identidade de marca é composta.

Identidade verbal

Uma marca precisa ser sólida em seu discurso, só assim conseguirá ser identificada pelos seus atributos. A identidade verbal é flexível conforme a sua necessidade de aplicação, levando em consideração os públicos que serão atingidos. Ela pode ser composta por jingles, estilos de redação, textos, palavras, frases utilizadas, etc. Em conjunto, esses elementos constroem o tom de voz de uma marca. Neste caso, também podemos afirmar que o nome, slogans e taglines, fazem parte da identidade verbal.

O naming é o processo de criar nomes para uma empresa, ele envolve um estudo completo da cultura, posicionamento, personalidade e atributos de uma marca, dando a ela uma identidade própria. O nome é fundamental para o posicionamento e reconhecimento de uma marca no mercado, confira isso neste artigo aqui.

O slogan é uma frase que acompanha a marca, não necessariamente ligada à área de atuação de uma empresa. Pode ter uma referência criativa, abordando seu público, atributos da marca e até mesmo os benefícios oferecidos por ela. Quer um exemplo bem conhecido? Bombril – 1001 utilidades. Já uma tagline é basicamente uma identificação do ramo de atuação de uma empresa, descrevendo o seu segmento.

Identidade visual

Como falamos neste artigo aqui, um sistema de identidade visual serve de apoio para a comunicação de uma marca, estabelecendo diretrizes visuais para a sua aplicação, criando uma identidade homogênea que entrega a mesma mensagem em todos os pontos de contato. Tudo isso trabalha para tornar a sua marca facilmente reconhecida, estabelecendo padrões de tipografia, diagramação, fotografia, materiais impressos, etc.

A identidade visual permite que uma marca seja reconhecida antes mesmo de apresentar seu logotipo ou nome, e isso se dá pelo fato da padronização dos seus elementos, que funcionam em sinergia. Um exemplo prático é o da Coca-Cola – quanto tempo você demora para reconhecer uma garrafa mesmo sem ver o logotipo?

Identidade olfativa

Em termos gerais, a identidade olfativa é uma estratégia utilizada para que o consumidor reconheça a sua marca sentindo o cheiro atribuído a ela. Este cheiro é identificado por conta dos atributos ligados à marca, além de sua personalidade, posicionamento, etc. Você já deve ter passado pela experiência de sentir um cheiro e ele trazer lembranças pra você, certo? Isso nos mostra que o olfato é uma ferramenta muito poderosa para uma marca.

Seja o cheiro de carro novo ou aquele aroma de flores ao entrar em uma loja, tudo faz parte da identidade olfativa, e existem empresas especializadas na criação de fragrâncias únicas, fortalecendo e criando mais um ponto de contato com os consumidores.

Identidade sonora

Quando falamos de identidade sonora é impossível não usar o exemplo do Plim Plim da Rede Globo, aquele som que você ouve e rapidamente identifica. É exatamente disso que a identidade sonora trata – a criação de sons únicos que representem a marca e criem uma identificação para o consumidor.

Aquele som ambiente na loja de conveniências pode não ser apenas uma coincidência. As chances de que ele esteja ali por um bom motivo são grandes. Assim como o olfato, a audição é poderosa em termos de reconhecimento, sendo muito utilizada em vídeos, jingles, websites, campanhas publicitárias, etc.

Qual a importância de uma identidade de marca?

Imagine o impacto que abordar todas as possibilidades acima terão em seu negócio. Tornar-se mais próximo e quase íntimo do seu consumidor é um preço que todas as marcas estão dispostas a pagar. Ser lembrado, ainda mais nos tempos atuais, é uma tarefa árdua, portanto busque mais do que a sobrevivência no mercado, trabalhe para conquistá-lo.

Explorar outros canais além do convencional irá mostrar que a sua marca entende o seu consumidor, ou pelo menos se esforça para entregar uma ótima experiência, e isso vale muito. Busque estar presente, seja verbal, visual, olfativo e sonoro, e assim conquiste muito mais que uma compra, conquiste o coração e a lembrança dos seus clientes.

Conclusão

Uma identidade de marca pode variar de complexidade, e tudo isso é baseado na experiência que ela busca proporcionar para o seu público. Em geral, os projetos partem de uma identidade verbal e visual, que muitas vezes suprem as necessidades de comunicação.

A diferenciação está totalmente atrelada ao ecossistema que uma marca está inserida, e é ele que irá ditar quais são as melhores abordagens para conquistar os consumidores.

A Tower é especialista na construção de marcas fortes, oferecendo soluções sólidas para os nossos clientes. Vamos conversar sobre o nosso projeto?